23 de dezembro de 2010

Meus pedidos de Natal



Vou transcrever abaixo uma mensagem que o Gabriel, meu filho, recebeu no último dia de evangelização. O texto descreve exatamente os meus desejos...


Senhor!
Sou como todos.
Também tenho os meus pedidos especiais...

Mas não se preocupe!
Tenho pouco a pedir.
Tenho, é verdade, muito mais a agradecer.

Mas Natal não é Natal se a gente não se ajoelhar 
diante da tua sabedoria para refazer 
todos aqueles pedidos que a tua Bondade já sabe  que a gente precisa.

Olha, dá um jeitinho de acabar com todas as guerras.
Essa gente já brigou por tanta coisa!!!
Faz com que eles vejam a inutilidade de tanta disputa.

Também tem aqueles que não sabem amar e só odeiam.
Faz com que eles entendam que o nosso tempo é tão curto para 
se desperdiçar com sentimentos menores

Ah...tem também aqueles que me magoaram.
Faz com que eu me esqueça do que houve 
e me dá luz e grandeza para eu aprender a perdoar.

Ainda tem aqueles que se encontram desesperados.
Dá-lhes conforto, um motivo de vida e mostra-lhes a maravilha
operadas pela palavra Esperança.

Tem aqueles que já são meus meus amigos antigos.
Para esses eu peço o que sempre pedi:
Que eu possa sempre ser o que esperam de mim
e, se não o for, que possam entender meus limites.

Agora, tem os meus novos amigos.
Para esses , o que eu peço é lindo e grandioso.
Que o milagre que fez a gente se encontrar continue só operando belezas em nossas vidas.

Que eu possa esquecer as tristezas do ano passado
e, nesta prece, só te pedir alegria.
Faz com que eu possa acreditar que o mundo pode ainda ser melhor.

E para isso eu te peço...Fé.

Obrigado!

Que assim seja!

Desconheço a autoria da oração. Se alguém souber, por favor, registre nos comentários.

Nenhum comentário: