22 de julho de 2010

Eu espero...

...e espero, e espero...



Vai sim, vai ser sempre assim
A sua falta vai me incomodar,
E quando eu não aguentar mais
Vou chorar baixinho, pra ninguém ouvir.
Vai sim, vai ser sempre assim,
Um pra cada lado, como você quis
E eu vou me acostumar,
Quem sabe até gostar de mim.
Mesmo que eu tenha que mudar
Móveis e lembranças do lugar,
O meu olhar ainda vê o seu
Me devorando bem devagar.
Vem, que eu ainda quero, vem
Quando menos espero a saudade vem
E me dá essa vontade, vem
Que eu ainda sinto o frio
Sem você é tudo tão vazio
E me dá essa vontade, vem
Que esse amor ainda é meu.
Troco todos os meus planos por um beijo seu
Que essa noite pode terminar bem.

(Eu espero - Luiza Possi)

Nenhum comentário: