4 de dezembro de 2009

Fim de ano, fichas caindo e migalhas

Gentem ...dezembro chegou e junto com ele muitas luzes, cidade enfeitada e euforia típica de final de ano. Para mim o último mês do ano iniciou com muitas fichas caindo em meio a muitas lágrimas.
Sim! preciso viver o luto pelo qual estou passando e estou fazendo isso com muito orgulho de mim mesma. Sim! eu consigo ser feliz, sorrir e fazer piada em meio ao caos.
Mas todas essas informações estarão em outro post, mais detalhadas e com mais firmeza de espírito.
Por ora, preciso expor o texto abaixo, que não é meu mas gostaria de tê-lo escrito pois resume as descobertas do meu momento atual:

Ora, se é para ir na feira e escolher a fruta, escolha a melhor! Leve para casa a mais suculenta, mais brilhante, mais doce.

Se é para ir ao açougue, e se o dinheiro dá, leve a melhor carne, se pode comprar filet-mignon vai levar “coxão-duro” para o bife?


Vai comprar uma roupa? Então escolha o melhor tecido, o melhor caimento e por favor: escolha o número que se ajuste ao seu corpo.


Na hora do perfume, gosto não se discute, cada um com o seu, mas por favor, não exagere, perfume é complemento, não é banho.


Vai prestar um concurso? Então primeiro estude, depois faça promessa, porque eu te garanto, nenhum “santo” “vai descer” em você para fazer a sua prova.

Todo mundo quer o melhor da vida! Mas, poucos sabem o que é “o melhor”.
Nos pedidos que fazem aos céus são infantis, acham que voltar com tal pessoa é o máximo, quando poderiam pedir para conhecer alguém que realmente valha a pena.


Muitos “bacharéis” estão tentando uma vaga de gari na prefeitura do Rio, tentando roubar a oportunidade de quem precisa ser “gari”. E pode apostar, “vai chover” promessa para passar no concurso.


Gente desistindo da luta no meio do caminho, gente topando “qualquer coisa” para “ser feliz”, dando dízimo da aposentadoria da mãe, comprando fitinha benzida pelo “sei lá quem”, e a auto-estima no chão, derrubada, vazia.


É hora de acreditar no seu potencial!
É hora de pedir caviar aos céus, acreditando que você merece o melhor.
É hora de deixar o vale da lamentação, dos gemidos, das doenças imaginárias e virar o jogo.


CHEGA!

Chega de sofrer até pelo que não existe!
Só você, criatura divina, pode mudar o seu jogo. Não tem pastor, santo, anjo, padre abençoado, nem fita mágica que dê um jeito em quem não quer ter jeito!


Faça a sua parte, desperte, lute!


Caiu? levante!

Escorregou? Apoie-se!
Errou? Peça perdão e recomece.
Chorou? Limpe o rosto e prossiga!
Doeu? Assopre e siga!
Tá sem rumo? Compre um guia.
Amou? Que bom, aprendeu o valor do amor.
Não deu certo? Comece de novo.


É este o dia certo, para a pessoa certa, na hora certa: você é a pessoa certa, na hora certa, no dia certo.
O resto é confusão mental.
Por favor, queira ser feliz e lute por esse direito, a vitória só depende de você, não aceite migalhas!


(Migalhas - Paulo Roberto Gaefke)

4 comentários:

Anônimo disse...

Que DEUS te abençõe, tu é confusa demais...

Ana Paula Britto disse...

Olá Anônimo!
Obrigada pela força e pela visita.
E quem não é confuso? Só quem não se permite conhecer...
Até mais!

Valquiria Rita Geraldini disse...

Olá, Ana Paula!
O luto vem da nossa cruel percepção de que tudo nesta vida é impermanente. Nada vai durar para sempre e lidar com essa constatação presente em nossa vida diária dói muito. Defendo a idéia de que só conseguimos superar nossas perdas e lutos se nós vivenciarmos profundamente essas dores. É muito interessante mas aos poucos a gente percebe que uma nova compreensão vai surgindo e assim vamos saindo dessa situação de tristeza sempre muito mais fortalecidas. Boa sorte!!!

Ana Paula Britto disse...

Valquíria,
Muito obrigada pela força!