23 de julho de 2009

Quando não é preciso dizer "Eu te Amo"

Eu li um texto "super" hoje. Mas é sempre assim: quando preciso tomar uns "tapas", coisas sempre acontecem.

Lendo um dos blogs que acompanho, li que não podemos nos sentir amados só ouvindo "Eu te amo". Precisamos nos sentir amados quando as pessoas com as as quais nos relacionamos agem a nosso favor. Quantas pessoas tem interesse real por nossa vida, se preocupam conosco e nem percebemos e, muitas vezes, nem damos o devido valor?

Quem nos ama sacode quando estamos paralizados, nos dá a mão e nos levanta quando caímos, sentimos dor e choramos, nos repreende quando estamos errados.

Quem ama fica horas ouvindo as nossas queixas e os nossos sonhos tão confusos.

Quem ama perde parte do seu dia ou até o dia inteiro correndo atrás de soluções para nossos problemas.

Quem ama fica junto na alegria, nas festas. Mas fica muito mais junto quando a vida "aperta".

Esse post é para o meu Amor. Essa pessoa que tem um sentimento o qual eu já duvidei. Mas que declara seu amor da maneira mais linda, sem palavras: me dando a mão quando eu mais preciso.

Amor, obrigada por sua mão, seu abraço e seu coração gigante!

Nenhum comentário: