7 de março de 2009

Chegou o dia


Pois chegou o dia dela ir embora. Tudo preparado, a mudança já feita e só faltava levá-la para morar fora. E eu que pensei que fosse ser bem fácil...
Minha filha mais velha conseguiu transferência para a UFSCAR no campus de Sorocaba e assim ela retorna para a cidade de onde saímos há 7 anos atrás. Vai morar com sua avó, minha mãe, e por isso fico um pouco mais tranquila, embora saiba que não será fácil. Nem pra nós que ficamos e nem para ela que vai.
Rimos muito ontem à noite, ela estava inspirada. E na viagem de ida hoje cedo ouvimos Little Joy que ela ama. Daí ela cantou um pedaço de uma música e falou: ollha só que legal isso mãe:

She (you) can't always be wrong
He (you) can't always be right
Not a matter of choice
Just a matter of time

Na hora de voltarmos para casa, o caçula Gabriel chorou bastante e ela também. Eu, para variar, disfarcei. Sabia que o choro viria depois.
E detalhe: ela foi e levou o cachorro Dudu. Tudo bem que ele gosta bem mais dela e vice-versa mas foi estranho chegar em casa e ele não estar nos esperando com sua histeria canina.

Agora quem é que vai:
- arrumar o computador quando ele " der pau"?
- fazer brigadeiro quando eu estiver ansiosa?
- me ouvir ter "pittis"?
- me dar conselhos, abrir meus olhos e ouvidos quando não consigo enxergar nem ouvir?

Quem?

Nenhum comentário: